segunda-feira, 9 de maio de 2011

Somente um sonho

Se encontram, se beijam, se tocam.
Ao lado, somente os espelhos que,
com claridade refletem o momento,
de loucura, desejo, tesão.
As mãos já não se controlam,
se tocam, caminham por entre os corpos quentes.
As bocas se unem, como se fossem devorá-los um ao outro.
Já não são dois, tornam-se um,
unidos pelo fogo da paixão.
Sussurros ao pé do ouvido, gemidos delirantes
carícias incessantes. Se entregam, sem pudor,
momento de êxtase, puro gozo,
Num susto, acorda e ver que foi somente um sonho.

2 comentários:

  1. o desencanto: a fina linha que separa o sonho da realidade...
    beijinho, querida giomara!

    ResponderExcluir